Conectar-se

Esqueci minha senha

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
» Saudades...
Qui Abr 28, 2016 9:37 am por ivanbss

» Seção Piadas X
Ter Out 06, 2015 8:59 pm por Kusanagi

» Escolha bem
Seg Jan 05, 2015 6:05 pm por Kusanagi

» Schadenfreude
Ter Jul 29, 2014 7:56 pm por Kusanagi

» O que distingue as ciências sociais das naturais
Qua Jul 23, 2014 3:03 pm por Kusanagi

» "Saúde pública é boa em países desenvolvidos"
Seg Jul 14, 2014 5:31 pm por Kusanagi

» CA-RA-LE-O!!!
Qui Jul 03, 2014 9:01 pm por Kusanagi

» Contra o Marco Civil da Internet
Ter Mar 11, 2014 11:25 am por Kusanagi

» Final do desenho "Caverna do Dragão" em quadrinhos!!!
Seg Nov 18, 2013 6:52 pm por Kusanagi

Parceiros
Fórum grátis

Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Mensagem por HardDisk em Seg Fev 06, 2012 7:12 pm

Não comento nada porque todo mundo já sabe o comentário que uma coisa dessas merece.

Fonte: UOL Notícias

(Destaques do editor.)

Em ano eleitoral, Congresso deve ficar vazio por nove meses

Maurício Savarese
Do UOL, em Brasília

Fins de semana, feriados, feriados prolongados, recesso, recesso branco, segundas e sextas-feiras. Esses são os dias em que o Congresso Nacional fica às moscas, sem votações, discussões nem polêmicas. Pois neste 2012 de eleições municipais, somente em cerca de 75 jornadas deverá ter todos os seus membros presentes, disseram funcionários do Congresso ouvidos pelo UOL. Serão menos de três meses de trabalho.
Como gastaram os deputados

Há 11 feriados nacionais previstos. Além disso, haverá quatro recessos. O primeiro durou todo o mês de janeiro. O próximo virá em 17 de julho –na verdade no dia 12, porque é uma quinta-feira e é o último dia útil antes dessas férias– e se estenderia até 1º de agosto. Mas os parlamentares não voltarão a Brasília nessa data: a maioria fica em suas cidades em recesso branco para as eleições. Voltam só em novembro.

O último recesso começa em 20 de dezembro e vai até o início de fevereiro de 2013. Independentemente disso, os parlamentares terão direito aos seus salários de R$ 26,7 mil mensais –totalizando R$ 347 mil ao ano por cada um deles, incluindo-se aí o 13º salário. Somando os 513 deputados e os 81 senadores, o contribuinte pagará R$ 206,1 milhões aos congressistas para que eles estejam em Brasília por menos de três meses.

Muitos parlamentares negam que descansem quando estão fora de Brasília. De petistas a tucanos, todos acham importante consultar as bases. Sendo assim, tiveram todo o mês de janeiro para conversar com seus correligionários. Retornaram ao trabalho em um fim de tarde da primeira quinta-feira de fevereiro. Devem trabalhar mais seis dias (terça, quarta e quintas-feiras) até o Carnaval. Devem concluir o mês com oito sessões.

Mês a mês

Março promete ser um mês cheio: votações sobre uma minirreforma da Previdência e a Lei Geral da Copa e, possivelmente, o Código Florestal estarão na pauta. Por isso deve haver mais dedicação: dos 22 dias úteis do mês, os parlamentares provavelmente trabalharão 13. Esse quadro não se repetirá em nenhum outro mês, de acordo com funcionários da Câmara que preferiram não se identificar.

Abril começará com um feriado. Com muita complacência com os parlamentares, dá para imaginar que eles não enforcarão toda a semana e aparecerão dois dias para o trabalho em Brasília. Como o feriado de Tiradentes será em um sábado, os congressistas não terão desculpas para faltar tanto e poderão comparecer a até 11 sessões.

Maio também inicia em um feriado, o Dia do Trabalho, em uma terça-feira –sinal de que o Congresso deve ficar vazio na semana inteira. Sendo assim, o mês deverá contar com 12 sessões. Para diminuir o ritmo, junho provavelmente terá nove dias de trabalho. O mês começa em folga geral, por conta do feriado de Corpus Christi, numa quinta-feira, e termina com o recesso branco pelo dia de São João –a última semana é de ócio total.

Seis sessões em julho servirão para as despedidas, abraços, festas de gabinete, churrascos em clubes e, talvez, algumas votações: os parlamentares só deverão se reencontrar três meses e meio depois, quando estiverem concluídos os segundos turnos das eleições municipais, em 28 de outubro. Muitos serão candidatos e outros, de olho em aliados e em secretarias, vão se empenhar nas campanhas.

Ainda assim, novembro não pegará pesado, dizem as projeções dos funcionários do Congresso ouvidos pelo UOL. O dia de Finados (2) será uma quinta-feira, inutilizando toda a semana com a ressaca pós-eleitoral. Após três sessões de trabalho, virá o dia da Proclamação da República, novamente em uma quinta-feira que deve parar toda a semana no Parlamento. Ao todo, serão nove jornadas de trabalho no mês.

Os parlamentares se despedirão de 2012 com seis sessões de trabalho em dezembro. Confirmadas as projeções dos funcionários, a maioria dos deputados e senadores terá passado em Brasília menos que a metade do tempo gasto na capital federal ao longo de 2011. São ócios do ofício.
avatar
HardDisk
PRESSÃO Colossal!!!
PRESSÃO Colossal!!!

Mensagens : 577
Data de inscrição : 21/05/2011
Idade : 26

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Mensagem por Kusanagi em Ter Fev 07, 2012 5:35 am

"Parasitas" é a palavra que melhor define os ditos "representantes do povo"...

_________________

"Find a way to beat... DA PRESSHA!!!" (Espíritos cantores de Coal Mines)
"O ESTADO é a grande ficção através da qual TODO MUNDO se esforça para viver às custas de TODO MUNDO." (Frédéric Bastiat)
"A vaidade é um elemento tão sutil da alma humana que a encontramos onde menos se espera: ao lado da bondade, da abnegação, da generosidade!" (Ernesto Sábato)
"É preferível cultivar o respeito ao bem que o respeito pela lei." (Henry David Thoreau)
avatar
Kusanagi
PRESSÃO Colossal!!!
PRESSÃO Colossal!!!

Mensagens : 1844
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 37
Localização : Rio de Janeiro

http://asestrelas.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Mensagem por ivanbss em Seg Fev 13, 2012 12:22 pm

Kusanagi escreveu:"Parasitas" é a palavra que melhor define os ditos "representantes do povo"...

Eu realmente acho que o Judiciário não deve trabalhar batendo ponto das 8 as 8 todo dia. Nao eh um trabalho braçal, mas teoricamente, o tempo que eles gastam longe do senado/câmara deve ser usado pra projetar, pensar e repensar as leis que serão votadas em sessão e criar novas soluções.

Agora se eles vão jogar futvoley na praia e participar do Show do Tom, ai ta mais pro lado dos parasitas mesmo.

ivanbss
PRESSÃO Colossal!!!
PRESSÃO Colossal!!!

Mensagens : 550
Data de inscrição : 22/05/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Mensagem por Kusanagi em Seg Fev 13, 2012 2:47 pm

Você quis dizer legislativo, né? Eu até concordo que eles não devam passar o tempo todo trancados no escritório, mas uma coisa é estar no escritório, outra é estar trabalhando. Não é à toa que gerentes de empresas grandes aparecem no escritório uma vez por semana só pra ver como as coisas estão e dar uma comida de rabo em alguém, e depois somem de novo. Eles estão trabalhando, e mais importante, produzindo (senão seriam sumariamente demitidos, pois cargos executivos são muito mais cobrados que os operacionais), só não estão batendo ponto. Já no poder público não é assim.

Eu sou da opinião que temos legisladores demais. Prova disso é que eles passam tempo de menos nos seus locais de trabalho, e quando passam lá, só fazem cagada. É como nosso "colega" Tiririca disse: "Nunca vi tanta gente trabalhar tanto e produzir tão pouco". Óbvio. Com um trabalho abstrato do cacete e que possui um cunho ideológico do cacete, não é de se estranhar que seja difícil se produzir. E quando produzem alguma coisa, produzem as leis bizarras que nós temos nesse país. Fora as trocentas leis que servem pra desviar verbas federais pra execução de obras ou serviços que beneficiam somente locais específicos - coisa que deveria ser trabalho do executivo.

Acho que se o número de legisladores fosse cortado a, por exemplo, 1/3, e a representação popular fosse realmente proporcional à população de cada estado, teríamos uma legislação mais enxuta, mais focada nas questões que são realmente prioritárias, e mesmo que não tivesse nenhum desses efeitos, tenho certeza de que a sociedade ganharia a redução de despesas com pessoal sem ter absolutamente nenhum prejuízo.

_________________

"Find a way to beat... DA PRESSHA!!!" (Espíritos cantores de Coal Mines)
"O ESTADO é a grande ficção através da qual TODO MUNDO se esforça para viver às custas de TODO MUNDO." (Frédéric Bastiat)
"A vaidade é um elemento tão sutil da alma humana que a encontramos onde menos se espera: ao lado da bondade, da abnegação, da generosidade!" (Ernesto Sábato)
"É preferível cultivar o respeito ao bem que o respeito pela lei." (Henry David Thoreau)
avatar
Kusanagi
PRESSÃO Colossal!!!
PRESSÃO Colossal!!!

Mensagens : 1844
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 37
Localização : Rio de Janeiro

http://asestrelas.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Mensagem por ivanbss em Seg Fev 13, 2012 4:22 pm

Kusanagi escreveu:Você quis dizer legislativo, né? Eu até concordo que eles não devam passar o tempo todo trancados no escritório, mas uma coisa é estar no escritório, outra é estar trabalhando. Não é à toa que gerentes de empresas grandes aparecem no escritório uma vez por semana só pra ver como as coisas estão e dar uma comida de rabo em alguém, e depois somem de novo. Eles estão trabalhando, e mais importante, produzindo (senão seriam sumariamente demitidos, pois cargos executivos são muito mais cobrados que os operacionais), só não estão batendo ponto. Já no poder público não é assim.

Eu sou da opinião que temos legisladores demais. Prova disso é que eles passam tempo de menos nos seus locais de trabalho, e quando passam lá, só fazem cagada. É como nosso "colega" Tiririca disse: "Nunca vi tanta gente trabalhar tanto e produzir tão pouco". Óbvio. Com um trabalho abstrato do cacete e que possui um cunho ideológico do cacete, não é de se estranhar que seja difícil se produzir. E quando produzem alguma coisa, produzem as leis bizarras que nós temos nesse país. Fora as trocentas leis que servem pra desviar verbas federais pra execução de obras ou serviços que beneficiam somente locais específicos - coisa que deveria ser trabalho do executivo.

Acho que se o número de legisladores fosse cortado a, por exemplo, 1/3, e a representação popular fosse realmente proporcional à população de cada estado, teríamos uma legislação mais enxuta, mais focada nas questões que são realmente prioritárias, e mesmo que não tivesse nenhum desses efeitos, tenho certeza de que a sociedade ganharia a redução de despesas com pessoal sem ter absolutamente nenhum prejuízo.

Boa ! O começo era o que eu queria dizer, exceto pelo erro de escrever Judiciário (coisa que um concurseiro não deveria ter falado, mas anyway estudar 6 horas/dia esgota a cabeça de qquer um).

Eu ate acredito que deve ter alguns Deputados, Senadores, Ministros que trabalham em casa, alias tenho certeza disso. Odeio aquele papo de "Politico eh tudo ladrão, tudo safado", a questão eh que os que são, saem impunes. Mas quem sou eu pra julgar, quando eu descubro um Exploit no RO, e sei que o GM não esta punindo eu uso. Sao casos um pouco diferentes (afinal de contas eu não estou tirando Zenny de ninguém para aumentar o meu)...mas mesmo assim.

Achei excelente ideia de ter menos Legisladores, porem acho que os requisitos mínimos para ser representante do povo deveriam ser mais altos, primeiro Curso de Graduação completo, segundo apos as eleições deveria haver uma PROVA (estilo a prova da OAB), comprovando se o candidato que GANHOU nas urnas tem o conhecimento e direito de assumir o cargo. Nao quer ser representante do povo ? Estude para isso ! Mesmo que a prova seja 6 meses apos as eleições. isso seria o ideal. Nesse caso acho que os finalmente em posse do cargo deveriam ganhar MAIS do que eles ganham atualmente, com a reducao de cargos e SEM desvio economizaria MILHÕES.

Mas eh uma democracia e a vida nao eh perfeita? fazer o que.


ivanbss
PRESSÃO Colossal!!!
PRESSÃO Colossal!!!

Mensagens : 550
Data de inscrição : 22/05/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Mensagem por Kusanagi em Seg Fev 13, 2012 8:28 pm

ivanbss escreveu:Achei excelente ideia de ter menos Legisladores, porem acho que os requisitos mínimos para ser representante do povo deveriam ser mais altos, primeiro Curso de Graduação completo, segundo apos as eleições deveria haver uma PROVA (estilo a prova da OAB), comprovando se o candidato que GANHOU nas urnas tem o conhecimento e direito de assumir o cargo. Nao quer ser representante do povo ? Estude para isso ! Mesmo que a prova seja 6 meses apos as eleições. isso seria o ideal. Nesse caso acho que os finalmente em posse do cargo deveriam ganhar MAIS do que eles ganham atualmente, com a reducao de cargos e SEM desvio economizaria MILHÕES.

O problema desse modelo é que a pessoa/entidade que criasse/aplicasse essa prova teria mais poder que os próprios legisladores. E porque gerenciar qualquer coisa (um país, por exemplo) não é uma ciência exata, e isso permite mais filtragem ideológica do que técnica. Seu exemplo da prova da OAB foi bom, justamente porque há muito questionamento sobre isso. Se você precisasse fazer uma prova pra ser engenheiro, não haveria o que questionar. Ou o cara entende ou não entende. Direito é completamente diferente: existem trocentas doutrinas diferentes que versam sobre a mesma coisa, e todas possuem ideologias (não ciência) como base. Apenas 5% dos portadores de diploma de direito passaram no exame em 2010, se não me engano. As faculdades de direito do país são todas tão ruins assim, ou há uma filtragem ideológica na prova? ("Só pode ser advogado quem pensa como a Guilda de Advogados quer que pense!") Se fosse possível eliminar a influência ideológica, a prova poderia ser aplicada antes da candidatura, e gerar um certificado válido por X anos de que o fulano pode ser candidato. Melhor do que depois de ser eleito.

Apesar da crítica ao seu modelo, concordo plenamente que deveria haver um nivelamento. Acho que o melhor tipo de nivelamento seria o candidato possuir pelo menos um certificado profissional qualquer, emitido por entidade certificadora reconhecida no mercado (coisa rara hoje em dia). Exemplos? O cara deveria ser um PMP, ou Certified Microsoft Professional, ou possuir um certificado equivalente em administração, engenharia, direito, medicina, ou qualquer outra carreira de mercado. Esses certificados são quase inexistentes hoje em dia porque todas essas profissões são regulamentadas, e o "certificado profissional" que existe são diplomas de curso superior que muitas vezes certificam bem menos do que deveriam. Se não houvesse regulação, com certeza o mercado criaria certificações pra todo tipo de profissional (como acontece com TI, que é a profissão menos regulamentada do mundo, e há "infinitas" certificações, porque qualquer um, graduado ou não, pode exercer a profissão). Essas certificações sim garantiriam a expertise do profissional. Haveria várias entidades certificadoras concorrentes, e se profissionais ruins continuassem sendo certificados por alguma delas, essas instituições iriam à falência. Como há reserva de mercado, esse tipo de negócio (certificação profissional) se torna inviável.

Outra alternativa talvez mais interessante e viável, é a obrigatoriedade de apresentação de curriculim vitae de todos os candidatos. Esses currículos deveriam ser validados pelo TRE e ficar disponível pra todo mundo. As propagandas eleitorais gastariam obrigatoriamente mais tempo com isso do que com apresentação de propostas eleitoreiras. Talvez assim as pessoas votassem um pouquinho mais conscientes.

A remuneração deles eu acho que poderia até ser maior (não necessariamente), mas deveria ser variável e de longo prazo. Eles teriam um salário de R$ 15.000/Mês, por exemplo (sem as trocentas verbas indenizatórias que recebem), e receberiam uma verba de gabinete que poderia até ser usada parcialmente pra dar um "boost" no salário (por exemplo, cada 1/3 da verba economizada no ano, voltaria limpinho pra mão do cara no fim do ano - com certeza isso economizaria 66,6% das verbas de gabinete), e parte da remuneração seria em títulos da dívida pública resgatáveis em 12 anos (sim, 8 anos após eles cumprirem o mandato) cujos valores seriam corrigidos por um índice composto de metas de longo prazo que eles teriam, como crescimento do PIB, inflação (inversamente proporcional, claro), redução da violência, etc.

Mas bom mesmo seria se as pessoas conseguissem viver perfeitamente em sociedade, pacificamente e ordeiramente sem a existência de um estado. Fazer o quê, né? Como você disse, o mundo não é perfeito. Very Happy

_________________

"Find a way to beat... DA PRESSHA!!!" (Espíritos cantores de Coal Mines)
"O ESTADO é a grande ficção através da qual TODO MUNDO se esforça para viver às custas de TODO MUNDO." (Frédéric Bastiat)
"A vaidade é um elemento tão sutil da alma humana que a encontramos onde menos se espera: ao lado da bondade, da abnegação, da generosidade!" (Ernesto Sábato)
"É preferível cultivar o respeito ao bem que o respeito pela lei." (Henry David Thoreau)
avatar
Kusanagi
PRESSÃO Colossal!!!
PRESSÃO Colossal!!!

Mensagens : 1844
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 37
Localização : Rio de Janeiro

http://asestrelas.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Mensagem por ivanbss em Seg Fev 13, 2012 9:03 pm

Respondendo rapidinho pra voltar aos estudos, eu acho que Engenharia também deveria ter uma prova como a OAB, ou seja, uma prova para ter o CREA, tem mta faculdade de esquina aprovada pelo MEC.


Essas entidades que fazem as provas não tem poder nenhum, elas só executam, se não fosse isso elas já seriam o maior poder dentro do Brasil, pois essas bancas (ESAF,FGV,FCC, etc..) que fazem as provas para entrada no poder Judiciario e Executivo (tirando Presidencia da republica).


Ou pelo menos alem das especificações que você mencionou MAIS um curso de 6 meses - 1 ano, antes de assumir o cargo de Direito Constitucional, Administrativo, Tributario, Administracao Publica, etc...dependendo do cargo.

Eh muita várzea você ver CQC perguntando coisas básicas pra Senadores e Deputados e ninguém saber nada.



ivanbss
PRESSÃO Colossal!!!
PRESSÃO Colossal!!!

Mensagens : 550
Data de inscrição : 22/05/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Mensagem por ivanbss em Seg Fev 13, 2012 9:17 pm

Eita, você mudou um pouco sua resposta. Adicionou coisas.

Mais ainda sim sou a favor da prova, apesar de haverem diversas Doutrinas, existe a majoritária, e essa pelo menos o candidato tem que saber para qualquer coisa.

Se eh uma questão polemica, a banca cobra da seguinte maneira 9Segundo a Doutrina Majoritaria, ou Segundo Jose Luiz Afonso, etc. Nao há espaço para questionamento

ivanbss
PRESSÃO Colossal!!!
PRESSÃO Colossal!!!

Mensagens : 550
Data de inscrição : 22/05/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ganhar mais de R$ 300k/ano e só trabalhar "nove" meses? Deve ser congressista.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum